SALETE: PATRIMÔNIO CULTURAL CARIOCA

24/09/2019 0 Por Natália Alves

Fabricando empadas há mais de 50 anos

Aberto desde 1957 por um imigrante espanhol, o Restaurante Salete ganhou o coração, sobretudo, do público mais exigente do Rio, o tijucano, e acabou virando referência quando o assunto é empada. Enquanto é considerada por muitos como a melhor do Rio, as empadas foram criadas pelo fundador Manolo (o imigrante espanhol) que sem frescura confessou fazer mil unidades e colocá-las todas na estufa sem aquecimento a partir de 9h da manhã para “não ter trabalho”. Seja como for, o curioso é que mesmo as empadas se quebrando com facilidade, ao passo que sua massa é muito leve, todas eram vendidas como água, afinal, são mesmo deliciosas. Por certo, a tradição segue até hoje com sabores variados.

empadas do Restaurante Salete

As famosas e saborosas empadas do Salete

Mulheres no comando!

Aliás, hoje o Salete é administrado com coragem pela sua filha (ex) dentista, e um mulherão de dar inveja, Silvia San Martin Braga, que possui não só a árdua missão de continuar o legado do pai, como também vencer as barreiras do meio machista de bar, coisa que faz elegantemente com uma taça de gin ou uma tulipa com chopp cremoso na mão. Certamente está funcionando.

O Restaurante Salete tem opções para todos os gostos e bolsos

Eles, que aliás estrearam na competição do Comida di Buteco esse ano com um delicioso trio de empadas de maçã, costela com agrião e carne moída com calabresa, também são famosos pelos risotos que variam na faixa de de R$100,00 a R$157,00 (o grande de camarão). No entanto, a novidade fica por conta da farta e saborosa feijoada de frutos do mar com farofa crocante e crispy de couve (R$95,00 a pequena para duas pessoas e R$140,00 a grande que alimentou 5 pessoas na mesa e ainda ficou para a viagem). Por outro lado, as tombadas empadas vão de R$6,20 a R$8,00 a unidade.

Fora a boa cozinha, o Salete tem, acima de tudo, ambiente de restaurante de tradição. Não apenas os azulejos, como também o restaurante no geral, são tombados e não podem ser substituídos, completando assim a atmosfera criada por seu Manolo lá em priscas eras. Sem dúvida continua dando certo. Posto que, aos finais de semana as filas são longas. Ou seja: chegue cedo ou prepare-se para enfrenta-las.
É que chefe é chefe né, pai. E certamente, o Salete vai continuar indo longe.

Restaurante Salete

Endereço

Rua Afonso Pena, 189 – Tijuca

Dias e horários de funcionamento

Seg de 9h às 17h

Ter a Quin 9h às 22h

Sex de 9h às 23h

Sáb e dom de 9h às 20h

Compartilhe esse post: