GUIA COMPLETO DE SANTA TERESA

05/12/2018 3 Por Natália Alves

Santa Teresa é um dos meus bairros preferidos. Além de ter pontos turísticos  gratuitos  com vistas incríveis, bons bares e restaurantes, um cinema pra lá de charmoso e um casarão e samba (ufa!), é o local mais poético da cidade. Reduto de moradia de muitos artistas plásticos, pintores e atores, a veia artística desse bairro pulsa forte pelos muros, postes e estabelecimentos. É possível admirar desenhos lindíssimos e cartazes fofos com dizeres como ‘Mais amor, por favor’espalhados pelos postes e muros de lá.

Café da manhã

• Café do Alto

Pra começar o dia bem, a recomendação fica por conta do delicioso Café do Alto, um bistrô especializado em comida nordestina que serve um baita buffet da manhã com todos os itens dessa culinária maravilhosa. Servido até 13h, são mais de 80 itens entre eles o delicioso bolo de rolo, manteiga de garrafa (quanto tempo não via uma!), macaxeira, cocada, sucos com frutas típicas, ovo com carne seca, queijo coalho que não poderia faltar e muitas outras delícias. Além de todos os itens à disposição você também pode pedir tapiocas doces e salgadas que estão inclusas no valor de R$50,00 por pessoa. Junto eles trazem queijo de manteiga e um bolinho de tapioca frita que é de revirar os olhos. Comemos tanto nesse dia que só foi bater a fome novamente quando já era noite. É um café – almoço sem dúvida.

Outro diferencial bacana daqui é a água servida na jarra de barro e o café na caneca de tinta descascada, idênticas às que vemos no interior desse Brasil lindo e tão peculiar. Destaque também para o bom atendimento e ambiente acolhedor.

 

Endereço:  Rua Paschoal Carlos Magno, 143 Santa Teresa.

Dias e horários de funcionamento: segunda de 12h às 21h, terça – quinta e sexta de 11h às 21h, final de semana e feriados de 9h às 21h.

Dias e horários de funcionamento do café nordestino: finais de semana e feriados de 9h às 13h. Combos de café variados servidos em qualquer dia e horário em que estiverem abertos (de R$21,00 a R$40).

 

Entretenimento

• Cine Santa

O ‘Cine Santa’ é muito aconchegante e lembra um cinema de cidade do interior. Localizado em um casarão histórico no coração do bairro, conquistou por anos consecutivos (2008/2009/2010/2011/2013) o prêmio de “Maior Exibidor de Cinema Brasileiro do País” dado pela Agência Nacional de Cinema – ANCINE, órgão federal de regulação do mercado cinematográfico, por ter exibido mais títulos que qualquer outro cinema do Brasil.

Eu amo o clima mais intimista desse cinema. Certa vez minha pipoca caiu por inteira no chão e na mesma hora o rapaz da recepção se disponibilizou a encher novamente. É para se sentir em uma cidadezinha do interior, dessas que todos se conhecem pelo nome.

 

 

• Parque das Ruínas

Outra grande atração daqui é o Parque das Ruínas que fica na Rua Murtinho Nobre, 169. Com uma vista de camarote para o Pão de Açúcar, Lapa e Baía de Guanabara, recebe ao longo do ano diversas programações culturais, gastronômicas, palestras, oficinas, além de diversas expressões artísticas como dança, música e cinema.

Lá foi a residência de uma das maiores mecenas das artes da cidade do Rio de Janeiro, Laurinda Santos Lobo, sobrinha e herdeira de Joaquim Murtinho Nobre, Ministro da Fazenda do governo Campos Sales. A residência, ponto de encontro do modernismo brasileiro, foi o cenário dos inúmeros saraus promovidos por Laurinda e frequentados por artistas nacionais e internacionais como Villa Lobos e Tarsila do Amaral. A entrada é franca.

 

• Samba dos Guimarães

Para os frequentadores da noite, o Samba dos Guimarães acontece no Mercado das Pulgas todo sábado a partir das 19h30 e reúne uma galera bonita e animada. Quem comanda a roda de samba por lá de vez em quando é a Gabriela Pasche do Bloco pra Iaiá, o que toca músicas dos Los Hermanos que eu sou fã.

 

• Bondinho de Santa Teresa

O Bondinho de Santa Teresa, apesar de ser um dos meios de locomoção para chegar até lá, também é uma atração turística. O valor é salgado, custa R$20,00 e te leva apenas ao Largo dos Guimarães que é onde fica o cinema. Ele sai do Largo da Carioca no centro e passa por cima dos Arcos da Lapa. Esse é o único motivo pelo qual vale a pena pegá-lo pelo menos uma vez na vida. Se for outras vezes ao bairro, opte por táxi ou o ônibus que sai da Rua Gomes Freire na Lapa mesmo. Mais barato e eficiente.

 

 

Bares e restaurantes

• Bar do Mineiro

Há alguns restaurantes que são os mais famosos, logo, os mais concorridos. O Bar do Mineiro é um deles. Famoso pelos pastéis de feijoada e cerveja informal na calçada (o que, ao contrário dos bares da Urca que também se bebe na rua, eu acho desconfortável porque aqui a calçada é muito estreita), a casa oferece comida farta. As opções chegam a alimentar até três pessoas, mas o valor cobrado condiz com essa fartura. A média de refeição é R$75,00.

 

• Portella Bar / Adega do Pimenta / Espírito Santa

Outras opções legais são o Portella Bar, de comida e temática nordestina, e o Adega do Pimenta de gastronomia alemã e cervejas artesanais. O Espírito Santa é outro bastante renomado, porém com preços que chegam quase ao dobro. Quando fui fiquei só na entrada. É especializado em comida brasileira, mais especificamente, amazonense. O ambiente é um amor e muito aconchegante.

 

• Tèreze

Ainda nessa pegada de comida 5 estrelas, tem o Tèreze no Hotel Santa Teresa, onde diversos artistas internacionais já se hospedaram como Snoop Dog e Amy Winehouse. Apesar do nome francês, também é especializado em comida brasileira contemporânea. Muitos frutos do mar preenchem as opções no cardápio como no Espírito Santa. Por esses serem os mais conhecidos, os preços não são os mais em conta do mundo, mas existem outras opções de lugares com comida boa e barata.

 

Bons drinks

• Explore Bar

Falou em drinks já penso logo no Explorer Bar. O bar, que divide o casarão com o Discovery Hostel, é comandado pelo israelense Zion e seus sócios Enrique (chileno) e Lorraine (americana). Dos itens de destaque no cardápio estão a ‘Birra’, um “chopp” cítrico com a melhor espuma de gengibre da vida e a entrada ‘Mar a Galega’, com frutos do mar na manteiga, que é simplesmente delicioso. A casa, que antes apostou somente nas comidinhas rápidas e práticas e nos drinks, passou a investir também em pratos robustos e típicos de outros países para oferecer experiência completa para o cliente. O ambiente é outro charme a parte. No estilo ‘casinha na árvore’, são dispostos luzinhas amareladas que completam o clima diferenciado do lugar.

 

Endereço: Rua Alm. Alexandrino, 399 – Santa Teresa.

 

• Bar dos Descasados

Pra quem quer fazer o phyno ou a phyna, o Bar dos Descasados no Hotel Santa Teresa – o que a cantora Amy Winehouse se hospedou – é puro luxo e riqueza. Perfeito pra ir em casal, já que o ambiente é tão, mas tão intimista, que mal conseguimos enxergar onde estamos. Com luz baixíssima, do balcão, a única parte iluminada – saem drinks com nomes autorais com o nome de artistas famosos que já passaram por lá, inclusive o drink da Amy.

 

Endereço: Rua Alm. Alexandrino, 660 – Santa Teresa.

Compartilhe esse post: