Capitania dos Copos: o achado da Ilha do Governador

06/04/2021 0 Por Natália Alves
O restaurante de frutos do mar fica na escondida Tubiacanga, na Ilha.

Eu era relativamente nova e nem sonhava em escrever sobre gastronomia quando li pela primeira, e única vez, uma pequena nota sobre o restaurante Capitania dos Copos no bairro de Tubiacanga, na Ilha do Governador, bairro da Zona Norte do Rio. O portador da boa notícia foi o querido Juarez Becoza, pseudônimo do antigo colunista de boteco pé sujo (e limpo) do Jornal O Globo e atual Veja Rio, e que hoje conheço pessoalmente e continua me inspirando muito.

Lembro bem que a nota retratava um lugar exageradamente simples, dessas com mesas de plástico e balcões puídos, mas excepcionalmente boa. A foto consistia somente em uma cerveja, um petisco e a Baía de Guanabara ao fundo. Por isso, qual não foi a minha surpresa ao chegar e notar que o que parecia ser uma “casa de pescador” é, atualmente, um restaurante gigantesco com vários ambientes e muito bem estruturado com salão interno com decoração temática e duas partes externas, sendo uma de frente para a Baía com mesas (de plástico!) disputadas a tapa e uma mesa na entrada que comporta comensais acompanhados dos seus amigos peludos de 4 patas.

Mesa externa que atende a quem vai acompanhado de cães

Nas paredes, uma decoração que faz jus ao mar e à pesca. E como não destacar a exuberância das centenas de cachaças expostas? Estão representados nas prateleiras, além do Rio, Ceará, Espírito Santo, São Paulo, Pernambuco, Bahia, Sergipe/Alagoas e Paraíba. Contei 94 rótulos.

A casa possui quase 100 rótulos e cachaças nacionais

O cardápio também não decepciona. São diversos pratos com peixes como pargo, xerelete, cavalo, congro rosa, tambaqui, namorado, robalete, robalo, badejo, anchova, corvina, e mais. Nós fomos de porção inteira de tambaqui com purê de batata, arroz e pirão (R$119,00) que servia facilmente de 4 a 5 pessoas. Para quem vai em dupla, é recomendável pedir a meia porção que custa 60% do valor do prato e evita o desperdício.

A média de valores aqui transita entre R$150,00 a R$190,00 porque as porções são feitas para famílias grandes, por isso é bom ficar alerta às meias porções para a experiência não acabar doendo absurdamente no bolso. Nós tivemos um mal entendido em relação à isso e quase azedou nossa visita, porque a atendente não entendeu que havíamos pedido a meia porção e nos trouxe a inteira. Resultado que acabou saindo salgado para duas pessoas e ainda sobrou muita comida, que levamos pra casa, claro, pois estava deliciosa.

De entrada, fomos de filé de pescada (R$47,00) fritos e sequinhos, esses sim em menor porção e que desceu muito bem com a cerveja gelada.

Filé de pescada de entrada

Apesar do mal entendido do atendimento, achamos a atendente muito gentil e prestativa e acredito que tenha havido essa confusão porque era um domingo de casa cheia, mas gostamos muito da sugestão do peixe e da entrada ao prato estava tudo excelente. O que pareciam serem os donos também foram bastante solícitos na hora que relatamos o ocorrido e nos deram o desconto referente à porção inteira que veio errada.

O ambiente também é muito agradável e é um daqueles restaurantes que dá vontade de passar a tarde inteira petiscando, bebendo uma cerveja até o pôr do sol.

Restaurante na Ilha do Governador possui ambiente agradável

Endereço: Praia de Tubiacanga, 24 – Tubiacanga /Telefone: (21) 3383-8560